11 abril 2018

Melancholie der Engel (2009)


Outros Títulos: The Angel’s Melancholia
Dirigido por: Marian Dora
País de origem: Alemanha
Duração: 165 minutos

Sinopse: Dois amigos se encontram novamente para conversar cobre os últimos dias que passaram em uma velha casa onde muito aconteceu há anos atrás. Eles reunem um grupo de pessoas, o que resulta em uma série de eventos desastrosos.


O filme já começa com uma grávida amarrada, suas mãos amarradas sobre a cabeça, e se intercalada com imagens de uma salamandra na natureza, imagens aleatórias de atropelamento e uma estrada deserta e tranquila... A abertura é surreal e estranha.

Melancholie der Engel é perturbador, medonho, e para ser honesto, um filme bastante desagradável, carregado de podridão e principalmente escuridão. Todas as coisas nos fazem sentir um real pesadelo vivido. Se há um ponto forte para o filme, é definitivamente o visual e cinematografia.
Há tratamentos angustiantes com animais, eles são mortos por "arte", de uma forma bem desagradável. Um lagarto esmagado sob os p~es, um sapo espremido até a morte, a garganta de um gato cortada. Para muitos como a revisão do site Horror News não foi legal. Sexo com um cadáver em chamas, mulheres abortando seus bebes e fazendo coisas horríveis com os mesmos,  entranhas sendo removidas do estômagos e sendo tocadas, vômitos, e tudo mais.


Outro problema, poderia ser o choque em oposição a história, além do segredo entre os homens, o tema da morte é do começo ao fim, parecendo as cenas estarem lá apenas para isso. Um porco é abatido, uma mulher é estuprada e uma freira (Martina Adora) retira suas roupas e joga sua cruz para longe. Entre outras cenas que ao terminar a maioria se pergunta "sobre o que foi tudo isso?"

Se gostar de filmes artísticos, como a tortura escatológica de mulheres jovens (gostar de ambos), poderá lidar com o dialogo pretencioso e mortes reais de animais. É como assistir alguns snufs e vídeos bizarros durante uma viagem de lsd.

Os principais temas que observamos é violência, magia negra, religião, luxúria e violência. As vezes lembra até Der Todesking (1990). Uma coisa é certa, nunca deixe seu filho chegar perto.



Nenhum comentário:

Postar um comentário