16 julho 2013

Peter Carrol - Crença e Caos

Principia Chaotica:
Chaos Magic for the Pandaemonaeon

Por Peter Carroll




Peter James Carroll, um ocultista moderno, autor, co-fundador dos Illuminates of Thanateros (IOT), e praticante da teoria da magia do caos.Liber Null (1978) and Psychonaut (1982) são considerados uma das obras que definem bastante o movimento magia do caos.


Na Magia do Caos, crenças não são vistas como fins em si mesmos, mas como ferramentas para criar efeitos desejados. Para realizar plenamente isto é preciso encarar uma terrível liberdade na qual nada é verdadeiro e tudo é permitido, o que quer dizer que tudo é possível, não há certezas, e as conseqüências podem ser medonhas. As risadas parece ser a única defesa contra a compreensão de que a pessoa não tem sequer um verdadeiro self.



O objetivo dos rituais do Caos é criar crenças agindo como se tais crenças fossem verdadeiras. Em Rituais do Caos você Finja até que você faça e consiga isso, para obter o poder que uma crença pode proporcionar. 


Assim Chaoism proclama a morte e o renascimento dos deuses. Nossa criatividade subconsciente e poderes parapsicológicos são mais que suficientes para criar ou destruir qualquer deus ou self ou demônio ou outra entidade "espiritual" que podemos escolher para investir ou desinvestir a crença em, pelo menos para nós mesmos e, por vezes, os outros também. 



Apenas leva a aceitação de uma única crença para alguém se tornar um mago.

É a meta-crença de que essa crença é uma importante ferramenta para obter efeitos. Este efeito é geralmente muito mais fácil de observar nos outros do que em si mesmo. Geralmente é muito fácil ver com as outras pessoas, e de fato culturas inteiras, são ambos ativados e desativados pelas crenças que possuem. Crenças tendem a levar a atividades que tendem a confirmar a crença em um círculo virtuoso que eles chamam ao invés de vicioso, mesmo se os resultados não forem divertidos. O primeiro estágio de ver através do jogo pode ser uma iluminação chocante, que leva tanto a um cinismo cansado ou budismo. A segunda etapa de realmente aplicar o conhecimento para si mesmo pode destruir a ilusão da alma e criar um mago. A percepção de que a crença é uma ferramenta e não um fim em si mesmo tem imensas conseqüências se totalmente aceito. Dentro dos limites estabelecidos pela possibilidade física, e esses limites são mais largos e mais maleável do que a maioria das pessoas acredita, pode-se tornar real qualquer crença que se escolhe. O Mago não está se esforçando para um objetivo qualquer  com identidade limitada, ao contrário, ele quer que a meta-identidade de ser capaz de ser qualquer coisa.


Então bem-vindo ao Kali Yuga do Pandaemonaeon onde nada é verdadeiro e tudo é permissível. Para estes dias de pós-absolutismo, é melhor construir sobre as areias movediças do que a rocha que irá confundir você no dia em que estilhaçar.



Os filósofos têm se tornado não mais que guardas de sarcasmos úteis, em prol de um  segredo que não há no universo. Todo o Caos e a evolução estão indo a lugar nenhum em particular. É puro acaso que rege o universo e assim, e somente assim,a vida é boa. Nascemos acidentalmente em um mundo aleatório, onde apenas causas aparentes levam a efeitos aparentes, e muito pouco é pré-determinado, graças ao Caos. Como tudo é arbitrário e acidental, talvez estas palavras sejam muito pequenas e pejorativas, e talvez devêssemos dizer que a vida, o universo e tudo, é espontaneamente criativo e mágico.



Saboreando a realidade estocástica, podemos deleitar-se exclusivamente nas definições mágicas da existência É inútil procurar um terreno sólido sobre o qual irá se levantar. A solidez é uma ilusão, assim como o pé que está sobre ela.



Rejeite então as obscenidades da uniformidade planejada, ordem e propósito. Vire-se e enfrente a onda do caos ao qual os filósofos têm fugido por milênios aterrorizados. Pule e saia navegando sua crista, ostentando no meio da estranheza sem limites e o mistério em todas as coisas, para aqueles que rejeitam falsas certezas. Obrigado Chaos nós nunca esgotaremos. 

Criar, destruir, gozar, IO CAOS!


Texto traduzido por mim, créditos ao site http://www.chaosmatrix.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário