11 janeiro 2013

Myling - O espírito dos bebês mortos


Voltando aos velhos tempos, em alguns países, era comum um filho não ser aceito se não houvesse casamento. Para achar uma solução, eles matavam as crianças que nasciam fora do casamento. Essas crianças se tornariam Myling. As mães matavam o bebê e escondia. Às vezes até mesmo enterrava debaixo do chão em seus quartos apenas para esconder um nascimento não desejado.


Myling seria os espíritos desses bebês mortos. Tomando a vingança sobre suas mães, que os mataram.

De acordo com os contos do passado, é dito sobre como a mãe era revelada quando o Myling cantava uma canção sobre seu destino cruel.
Acredita-se que para serem enterrados, a jovem mulher solteira escondia a mandíbula separada em uma caixa e o bebê morto em Turfeiras, alpendres, ou na floresta.

De tais lugares, poderiam ouvir muitas vezes crianças gritando e chorando no meio da noite.
Às vezes poderiam até mesmo gritar por ajuda. Como: "Ajude-me a me dar um nome!" Com isso você salvaria a criança dizendo a ela "Você pode ter meu nome", e em seguida dizia o nome...
Ou também poderiam enterrar em solo sagrado.

Alguns dizem que palavra Myling, vem do velho Myrding sueco, do antigo myrða, (o que significa assassinato), Em suma, Mylings significam simplesmente assassinados.
No folclore escandinavo , Mylings são os fantasmas encarnados nas almas de crianças não batizadas que tinham sido forçadas a vagar pela terra até que  pudessem persuadir alguém (ou causar bastante tumulto para fazer seus desejos serem conhecidos) para enterrá-los corretamente.
O Myling (também conhecido como "utburd") é dito para perseguir andarilhos solitários à noite e saltar sobre suas costas, exigindo ser levado para o cemitério , para que eles possam descansar. Mylings são  aparentemente mais pesado à medida que crescem perto do cemitério, até o ponto onde qualquer pessoa que exerça uma (ou mais) poderiam afundar no solo.
A crença de que Mylings estão enfurecidos e em busca de vingança é o que lhes deu a reputação de ser um dos tipos mais ameaçadores de fantasmas no folclore escandinavo. Este infanticídio geralmente é realizado secretamente e suas vítimas eram muitas vezes abandonados logo após o nascimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário